Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




"Primark do meu coraçum"

por Marisa Furtado, em 19.09.14

Alguém me pode explicar com muita calma, como se eu fosse muito burra, o que raio há de tão extraordinário na Primark ao ponto de ficar tudo histérico com a abertura de mais uma loja, como aconteceu no Norteshopping? É impressão minha ou a loja vai lá estar 'ssogadita naquele sítio durante muitos e bons anos? Se vai para que são as filas intermináveis e a maluqueira de estar na fila "desde as 8h30 para ser a primeira a entrar na loja"? O que é que ganha a pessoa que lá puser os pés primeiro? Recebe um vale de 500€ em compras? É que só isso justifica toda essa ansiedade, e mesmo assim tenho as minhas dúvidas. Está bem que as coisas são baratas, é verdade, mas:

- a qualidade deixa muito a desejar. Já lá comprei um pijama de verão e ao fim de dois dias - dois! - os calções tinham um rasgão enorme ao pé do elástico. E sim comprei o meu número e não, não andei a fazer flic-flac's com aquilo vestido. Basicamente comprar aquilo ou deitar 7€ para o lixo é praticamente igual.

- os números são estranhíssimos. Visto camisolas S em todas as lojas onde faço compras. Em todas menos na Primark, claro. Ali devo vestir o equivalente a um L e mesmo assim o raio das t-shirts numa assentam bem e isso leva-nos a outro ponto;

- há peças muito mal feitas. Parecem muito giras nos cabides mas depois uma pessoa experimenta aquilo e fica tudo torto e largo como se já tivesse meses de uso.

- as filas para experimentar roupa dão-me vontade de chorar, são desesperantes. É gente que nunca mais acaba. E não são pessoas com duas ou três peças, não!, têm sacos carregados de tralha!!! 

- a organização da loja é terrível. Os cabides são demasiado altos, estão ao nível dos olhos, e, por isso, quando lá entro nunca consigo ter uma noção geral da loja e de onde está o quê. Só vejo cabides. Cabides e mais cabides por todo o lado. É um bocadinho claustrofóbico.

- a única coisa de jeito que encontro na Primark é a parte das coisas para a casa. Tenho dois conjuntos de toalhões de banho há mais de um ano e depois de milhentas lavagens continuam ali para as curvas. Mas nem por isso vale a pena perder o sono.

 




Pior que isto só aquela pessoa na Austrália que esteve horas esquecidas numa fila para ser a primeira a comprar o novo iPhone e assim que a repórter a foi entrevistar, com os nervos e toda aquela emoção que é ter um novo iPhone nos braços, deixou-o cair. Clássico.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:40


3 comentários

Imagem de perfil

De m-M a 19.09.2014 às 16:32

Concordo plenamente!
Gostei muito da Primark quando chegou a Portugal - a do Parque Nascente, porque tinha acabado de ver a de Oxford Circus em Londres e vinha vidrada!
Nos primeiros tempos aquilo foi calmo, em conta, com peças aceitáveis para o preço.

Nos últimos 2 anos anos? A desgraça. Cheguei ao ponto de nem os considerar opção de tão deprimida que ficava só de entrar.
Os preços subiram bastante, os tamanhos e qualidade estão cada vez mais estranhos.
Visitei a do Colombo porque me mudei para cá e detestei. Perdi-me lá dentro, porque aquilo parece um cubo :p

Beijinho,

Comentar post



talk to me!

theallengirlblog@gmail.com

Mais sobre mim

foto do autor


no tumblr

Allen girl

no polyvore

my Polyvore

no pintarest

Pinterest



Comentários recentes

  • Sara

    Desculpem mas eu AMEI este champo seco. Comprei em...

  • Carla Marques

    E os comentários dos defensores do piropo no Faceb...

  • isabel

    Quem consegue sair de casa e deixar para trás um r...

  • Marisa Furtado

    Não! Apeteceu-me apenas mudar-lhe o nome e o visua...

  • Pedro

    Por momentos pensei que o blog estaria de saída do...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog