Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Piropos à portuguesa, com certeza

por Marisa Furtado, em 21.01.15

Um dia, com tempo, gostava que alguém me explicasse qual é o objectivo de certos animais homens quando passam na rua por uma mulher que nunca viram na vida, nem hão-de voltar a ver, e soltam cumprimentos do género: "Olá linda", "Olá coisa fofa", "És toda boa", "Hum, que querida" ou, como tive o prazer de ouvir ontem, "Amo loiras, f.......". Mas o que é isto?!?! Juro que não percebo. Coisa fofa?! Querida? Mas de onde é que aquele caramelo me conhece para me estar a chamar coisa? E, pior ainda, fofa? Qual é o objectivo destas tiradas? Se é que há algum objectivo. Duvido que haja. O que é que eles acham que conseguem com isto? Será que estão à espera que nos viremos para trás a dizer: Olha que querido, muito obrigada, tu também não és nada de se deitar fora. Dá-me lá o teu número para combinarmos um cafézinho. Conheço um restaurante aqui perto que tem uns brunchs óptimos. Ou preferes ir já para um motel para despacharmos isto? Que eu, com essa pick up line refinadíssima, já estou aqui que não me aguento. É que podem tirar o cavalinho da chuva que isso só acontece nos filmes, e não é em todos, só naqueles de gosto duvidoso. Provavelmente os únicos que vêem.

Aquilo que sinto quando sou presenteada com estes "elogios" (des)inspirados é nojo. Nojo da pessoa que os diz, vergonha - aquela do "Amo loiras (...)" foi dita aos berros num sítio cheio de gente... - e sinto-me ofendida e zangada, de tal forma que a única vontade que tenho é de me virar para trás e pregar um valente estaladão no delicado focinho do indivíduo. A única mensagem que passam é a de que são uns rebarbadões de primeira apanha, a fina flor do entulho, e que não há mulher nenhuma no mundo que respeitem. Sexy, ãh? E ao mesmo tempo parece que sofrem de um espectro muito particular da síndrome de Tourette, que só se manifesta quando vêem uma mulher que lhes agrade. Ficam descontrolados e dizem a primeira coisa que lhes vem à cabeça. Vómito.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:07


33 comentários

Sem imagem de perfil

De ISA a 22.01.2015 às 15:52

Quando era adolescente a um dos "piropos" desse género, respondi a na altura acho que respondi muito bem, foi assim:

Diz o "jeitoso!!" - és toda boa

Disse-lhe eu - mas não é para dentes de cão

Que tal??
Sem imagem de perfil

De Carlos a 22.01.2015 às 16:35

Isso foi na adolescência...como passa o tempo, se calhar não se importava de receber esse piropo agora... ai as minhas costinhas...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 22.01.2015 às 17:23

Mulher bonita passeia por Nova Iorque e recebe 10 piropos por hora.
Mulher feita passeia por Nova Iorque e recebe 0 piropos por hora.
Que bom ser feia!!
Imagem de perfil

De DaSilva a 22.01.2015 às 18:02

Entendo que as mulheres têm o direito de gostar ou não dos piropos. Como de qualquer outra coisa.
No entanto, acho o post demasiado moralista, tal como alguns comentários que li aqui (sem querer ofender).
Acho que as mulheres não devem ver os piropos como um ataque, é talvez uma forma meia labrega (se me permitem o termo) de dizer o que um cavalheiro também vê, só que não diz. Tem a ver com a cultura de cada um.
Não precisam de responder aos piropos. Isso seria um embaraço para quem o disse. A ideia do chapadão... bom, alguns até iam gostar ;).
sem querer generalizar, nós homens também sabemos o que as mulheres pensam quando vêm esses pedaços de mau caminho. a diferença é que poucas (muito poucas) lançam os piropos.
Eu já levei um chapadão de uma mulher. só que não foi por ter dito um piropo.
o chapadão foi no traseiro e acho que ela fez isso em vez dizer; "dava-te um chapadão nesse traseiro...".
fiquem bem
abraços
Sem imagem de perfil

De JM. a 23.01.2015 às 12:08

Acredito!
Há duas qualidades de mulheres. As naturalmente favorecidas de classe que se distinguem das demais, e as outras.
Particularmente, mulher fácil não me desperta grande atenção.
Sem imagem de perfil

De Animal a 22.01.2015 às 18:15

O homem é tanto animal por mandar um piropo como a animal da mulher que não gosta de os ouvir mas mesmo assim presta atenção. Por mais ofensivo ou nojento que seja o piropo só lhe dá importância quem gosta de os ouvir. Absurdo é insultar o sexo oposto. Da próxima talvez seja melhor ignorar. Se prestou atenção é porque no fundo lhe agradou. A bestialidade do seu insulto é mais ofensivo do que próprio piropo... gostava de saber se em toda a sua vida feminista nunca mandou um piropo a um homem ou se até mesmo nunca se babou quando ouviu um piropo masculino... quem tem telhados de vidro não atira pedras aos vizinhos. Animais, tsss...
Imagem de perfil

De Marisa Furtado a 22.01.2015 às 18:22

Eu não prestei atenção, simplesmente ouvi. Afinal de contas tenho ouvidos, é essa a função deles. E não, por mais incrível que lhe possa parecer, nunca mandei um piropo a um homem que não conhecia de lado nenhum e muito menos me babei (para usar a mesma expressão por si empregue) por ter ouvido um. Não gosto de ser alvo de atenções indesejadas, e por indesejadas entenda-se, por parte de homens que nunca vi na vida.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 22.01.2015 às 18:40

Boas, tenho 54 anos e nunca disse nenhum piropo a quem não conheço. Mas, parem com os falsos moralismos e puritanismos em exagero.
Há piropos e piropos. Há quem seja ordinário e quem os saiba dizer na hora certa e de forma pomposa.
Estes, apesar de não os dizer por uma questão de principio, penso que não ferem a dignidade da mulher. São uma forma de expressão pela beleza que nós homens admiramos.
Não sejamos tão terra-a-terra e apreciemos o melhor que a vida nos dá.
Certamente que existem mulheres que ficariam felizes se ouvissem algo agradável. Afinal existem dois sexos para nos completarmos.
Olhar para uma mulher não lhe retira nenhum pedaço e como o povo diz o que é bom é para se ver.
Sem imagem de perfil

De eu a 23.01.2015 às 02:20

Vocês se fossem homens, e estivessem sozinhos, e vissem vocês a passar, todas boas, já percebiam. Eu não faço piropos desses porque não tenho coragem. Mas quando vejo mulheres lindas quase semi nuas a passear na rua querem que pense no quê, burras. E depois penso assim: Já que não toco, pelo menos olho porra. Ou não tenho direito a nada?
Sem imagem de perfil

De Ivo Alho a 23.01.2015 às 07:54

Perdoai-lhes senhor que não sabem o que fazem :)
Sem imagem de perfil

De edgar a 23.01.2015 às 09:35

concordo que alguns piropos são de baixo nível, mas qualquer senhora que se preze cresce-lhe o ego ao ouvir um piropo de classe, a menina ou está nos dias complicados ou parece-me muito sensível já há algum tempo.
Cumprimentos e as melhoras
Sem imagem de perfil

De Silva a 23.01.2015 às 09:39

Hoje cheguei ao escritório e disse à minha secretária: "...Cátia, deslumbrante como sempre...".

Corou, e respondeu baixinho: "...são os seus olhos, dr..."

Que porco que eu sou e baixo nível.

Beijinhos a todas!

Comentar post




talk to me!

theallengirlblog@gmail.com

Mais sobre mim

foto do autor


no tumblr

Allen girl

no polyvore

my Polyvore

no pintarest

Pinterest

Follow



Comentários recentes

  • Sara

    Desculpem mas eu AMEI este champo seco. Comprei em...

  • Carla Marques

    E os comentários dos defensores do piropo no Faceb...

  • isabel

    Quem consegue sair de casa e deixar para trás um r...

  • Marisa Furtado

    Não! Apeteceu-me apenas mudar-lhe o nome e o visua...

  • Pedro Neves

    Por momentos pensei que o blog estaria de saída do...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog