Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Desporto. Tem mesmo de ser?... #3

por Marisa Furtado, em 30.01.14

As maiores inimigas de tudo na vida são as expectativas. Posto isto, a aula de pilates foi assim: saí de casa toda entusiasmada e confiante e na minha cabeça formavam-se vários cenários: uma sala pequena com espelhos por todo o lado, uma professora muito zen, uma musiquinha instrumental com passarinhos e quedas de água lá ao fundo e explicações detalhadas sobre cada um dos exercícios. Mas bastou-me entrar no balneário para começar a ver a minha vida a andar para trás. Era pequeno para tanta gente e eu não tinha cadeado para trancar o cacifo. Vesti o equipamento, guardei as minhas coisas no cacifo sem cadeado e rezei para ninguém me levar a camisola da Blanco que tinha comprado no dia anterior. Sentada num banquinho cá fora começo a ver uma fila com bem mais de dez pessoas a formar-se à porta da sala. "Como é que esta gente toda vai caber numa salinha tão pequena". A porta da salinha abre-se e o que estava do outro lado era um salão semelhante a um pavilhão de futsal. Entrei, descalcei-me e lá ao fundo vi uma senhora pequenina, cheia de energia com um microfone colado à cara. "Queres ver que te enganaste na sala e estás na aula da step?" Tomadas as nossas posições a professora aponta um comando para umas colunas enormes e começa a ouvir-se Gotan Project. Foi aqui que as minhas expectativas saíram de fininho da sala.
A aula não foi, claramente, ao encontro daquilo que tinha imaginado. Não foi tão zen como esperava, parecia pilates em ácidos, com música mexida, e mais acelerada do que estava à espera. Já conhecia a maior parte dos exercícios dos vídeos que via em casa mas foi complicadíssimo seguir o ritmo daquela pessoa. Se em casa fazia as coisas ao meu ritmo ali mal tinha tempo para pensar. Sei que certos movimentos têm de ser acompanhados de expirações ou inspirações mas a determinada altura já nem estava a seguir essa regra, tal era a rapidez com que aquela cigarra de microfone passava de um exercício para outro. Cerca de meia hora depois começa a parte mais temida da aula: os exercícios com bola que, basicamente, ficaram todos a meio, menos os dos alongamentos. A certa altura já só me ria. "Agora ponham-se em prancha, com os pés em cima da bola, e façam 3 flexões." Está bem. Nem uma consigo fazer com os pés no chão quanto mais 3 em cima de uma bola gigante que não há meio de estar quieta.

 

Conclusão: assim que terminou a aula dirigi-me ao guichet para me inscrever. Não foi fácil, nem foi exactamente aquilo que eu estava à espera, mas foi divertida. Foi um desafio e senti mesmo que puxou por mim. Hoje doem-me ligeiramente as pernas, o que quer dizer que no meio de toda aquela atrapalhação fiz algumas coisas bem. E as dores de costas que me assombram todas as manhãs hoje não estavam lá! Pode ser só coincidência mas acho que o mérito é dos os alongamentos que fiz durante a aula.

 

A partir de agora, duas vezes por semana, tenho de arranjar forças para passar 50 minutos no ginásio. E nem é preciso fazer sempre pilates. Essa é outra parte boa. Posso fazer qualquer aula que me apeteça, o que me faz pensar que esta coisa das aulas de grupo dá 10 a 0 aos planos de treino no ginásio. Posso variar sempre que me apetecer e cada aula dura sempre 50 minutos. Sempre! Quando andava no ginásio o primeiro plano de treino que me deram demorava 1h15 a completar e o segundo já ia em 1h30. Estar 1h30 a andar de bicicleta e a levantar pesos tem tudo para correr mal. É meio caminho andado para querer fazer batota. "Hoje faço só 30 minutos de passadeira, uns abdominais e depois vou-me embora." Nas aulas de grupo a dinâmica é um bocadinho diferente e isso só pode ser bom. Certo?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:54


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.05.2014 às 11:49

Eu é mais passadeira e, como fui abençoada com uma casa gigante, tenho o meu próprio ginásio. Assim, todos os dias, mas todos mesmo (começei dia 24) uma horita bem suada ao som dos Depeche ninguém me tira, isto porque o excesso de peso, colesteróis e outras bodegas que ninguém quer se instalaram (sim, já fomos mais novas).
Já agora e porque me pareces uma feroz adepta de pilates, tenho no meu gym uns acessórios que herdei vá lá saber-se de quém. A saber: 1 elíptica quasi nova, 1 bola azul devidamente insuflada, 1 esteira, 1 caixa de elásticos côres várias, 1 conjunto de pesos (1kg/cada).
Caso estejas interessada vendo ao preço de custo: 0

Comentar post



talk to me!

theallengirlblog@gmail.com

Mais sobre mim

foto do autor


no tumblr

Allen girl

no polyvore

my Polyvore

no pintarest

Pinterest

Follow



Comentários recentes

  • Sara

    Desculpem mas eu AMEI este champo seco. Comprei em...

  • Carla Marques

    E os comentários dos defensores do piropo no Faceb...

  • isabel

    Quem consegue sair de casa e deixar para trás um r...

  • Marisa Furtado

    Não! Apeteceu-me apenas mudar-lhe o nome e o visua...

  • Pedro

    Por momentos pensei que o blog estaria de saída do...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog