Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Há dias um amigo meu que, claramente, não percebe nada de mulheres e, muito menos, de moda dizia-me que não entendia porque é que nós gastávamos tanto dinheiro e perdíamos tanto tempo sempre que precisávamos de comprar um vestido para levar a um casamento. "Podiam fazer como nós, que compramos um fato que nos dá para os casamentos dos próximos 10/15 anos. Inclusivé o nosso." Primeiro, vamos ignorar aquela parte em que se vai para o próprio casamento com um fato que já se usou não sei quantas vezes noutras ocasiões. Vou partir do princípio que ele estava a brincar e passar à frente. Depois, como é lógico, as mulheres não podem ter um único vestido que usam para ir aos casamentos todos. Primeiro porque é de muito mau gosto aparecer em fotografias de casamentos diferentes com a mesma roupa, parece que se está de farda; segundo, a maioria das mulheres adora ir às compras, estar a par das novas tendências e variar os looks; e terceiro, a escolha da indumentária para levar a um casamento depende de um milhão de variáveis.

A cor. Branco, bege, pérola e todas as variantes estão off-limits. Essa é a cor da noiva e se não querem ver a princesa transformar-se em bridezilla o melhor é optarem por outra coisa. Preto também não pode ser. Só há duas razões para usar preto durante o dia: ou estamos a ir para um funeral ou a chegar a casa depois de uma noite de rambóia. Se esta não for, que não é, nenhuma dessas ocasiões o little black dress deve ficar guardadinho no armário. Claro que mesmo assim ainda temos todo um leque de cores por onde escolher, mas nem todas são boas opções. Assim de repente lembro-me de umas quantas que já quase me cegaram em várias cerimónias: roxo, cor-de-laranja, vermelhão, castanho, verde, rosa-choque. São cores que ou fazem de nós umas verdadeiras ratazanas deprimidas ou nos transformam num wannabe da tia maluca da noiva. Como se pode ver uma coisa tão simples como escolher a cor do vestido pode transformar-se numa verdadeira dor de cabeça.

O casamento é de dia ou de noite? De manhã ou ao final do dia? Se vamos a um casamento que começa às 11h da manhã não faz muito sentido irmos de vestido de cocktail até aos pés, como se estivéssemos numa gala. Devemos ir com um vestido pelo joelho ou ligeiramente mais curto  - nada de trapos à Casa dos Segredos... -, mas se for um casamento que comece apenas ao final do dia já é apropriado levar uma coisa mais comprida.

É no Verão ou no Inverno? Se for em Agosto tem de ser uma coisa levezinha e assim para o esvoaçante, mas se for em Janeiro já temos de usar um vestidinho de manga comprida, com um tecido mais aconchegante. Mas depois ainda temos a Primavera e o Outono, estações onde não se pode usar nenhuma das opções anteriores. Já não está calor para usar o vestidinho esvoaçante mas também ainda não está frio que justifique ir de vestido de manga comprida. Temos de optar, então, por um trapinho de meia-estação, fresco q.b.. E a dificuldade que é encontrar um vestido deste género que sirva para ir a uma cerimónia?! A maioria dos vestidos que se vê nas lojas são muito giros para ir trabalhar ou para sair mas demasiado informais para se apresentarem num casamento. Só aqui, neste pequeno parágrafo, percebemos que temos de ter, pelo menos!, três vestidos diferentes. Três! Nunca, apenas, um.

Os sapatos: essa compra que se assemelha à subida do Everest para muitas mulheres. Sim, a compra dos sapatos tem tanto de emocionante como de desesperante. Tal como acontece com os vestidos, também a escolha do que vamos calçar depende muito das estações do ano. No Verão podemos usar sandálias mas no Inverno já se recomenda uns sapatinhos fechados. E a cor? Aquela triste ideia de comprar uns sapatos pretos e combiná-los com tudo e mais alguma coisa, "porque o preto dá bem com tudo", não passa disso mesmo, de uma triste, e muito pouco original, ideia. Os sapatos pretos até podem ir bem com tudo mas também podem ser os responsáveis por arruinarem todo um look. Imaginem que compraram um vestido azul. Por muito bonito e cheio de rococós que seja, se calçarem uns sapatos pretos matam logo todo o potencial que ali podia haver. Neste caso seria preferível comprar umas sandálias/sapatos prateadas ou nude para equilibrar a coisa. Com a carteira passa-se o mesmo: uma carteira preta não é a solução para todos os nossos males. Às vezes é mesmo aqui, neste pequeno objecto onde mal cabe o telemóvel e um batom, que está o factor diferenciador. Não há nada mais original que ir com um look muito romântico ou clássico e depois desconstruir tudo isso com uma carteira ou uns sapatos de uma cor mais arrojada ou com umas aplicações douradas ou prateadas para um toque mais sofisticado.

A partir do momento em que a noiva anuncia que se vai casar no dia x não é só ela que passa os meses seguintes a bater com a cabeça nas paredes até encontrar 'o' vestido. As convidadas passam por igual aperto. Posto isto, acho que está na hora de os homens serem um bocadinho mais compreensivos quando virem a sua cara metade a hiperventilar num dos provadores da Zara, rodeada de vestidos do avesso, e a gritar qualquer coisa como: "Nunca vou conseguir encontrar um vestido para levar ao casamento!! E já só faltam dois meses!".

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:31


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Rita Oliveira a 25.08.2014 às 10:51

Esqueceste-te do pormenor: não vou levar nada de lojas conhecidas porque posso correr o risco de haver alguém com um vestido igual - igualmente dramático!

Comentar post



talk to me!

theallengirlblog@gmail.com

Mais sobre mim

foto do autor


passaram por cá



no tumblr

Allen girl

no polyvore

my Polyvore

no pintarest

Pinterest

Follow



Comentários recentes

  • Carla Marques

    E os comentários dos defensores do piropo no Faceb...

  • isabel

    Quem consegue sair de casa e deixar para trás um r...

  • Marisa Furtado

    Não! Apeteceu-me apenas mudar-lhe o nome e o visua...

  • Pedro

    Por momentos pensei que o blog estaria de saída do...

  • Restaurante A Mexicana

    Sr. Miguel Diniz, obrigado pelo elogio!Quanto ao p...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog