Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Get away | Nova Iorque: o que aprendi em 7 dias

por Marisa Furtado, em 08.06.15

Nos sete dias que passei em Nova Iorque consegui perceber que:

 

- Os nova-iorquinos são muito mais simpáticos e expansivos que os portugueses. Têm sempre um sorriso na cara, quando entramos numa loja ou restaurante dizem sempre bom dia ou boa tarde e perguntam se estamos bem. Quando saímos dizem sempre adeus e desejam-nos um resto de bom dia. How refreshing!


- A hora das refeições é tudo menos sagrada. Vimos pessoas a comer sopas ou pratos com massa ou arroz, coisas que fazem, naturalmente, mais chiqueiro, enquanto caminhavam apressadamente na rua, a comer em pé, em escadas de museus ou lojas e as que comiam nos restaurantes faziam-no em 15 minutos. Há sempre qualquer coisa mais importante para fazer que perder uma hora sentado a comer. 


- As refeições podem não ser sagradas mas o copo ao fim do dia é. As pessoas começam a sair do trabalho por volta das 17h e é a essa hora que os jardins e as esplanadas se enchem de pessoal engravatado a conviver. Achei fantástico! É aquela altura do dia em que abrandam um bocadinho o ritmo.


- Não estou a par das leis do ruído na América mas não devem ser grande coisa. Em Portugal penso que a partir das 20h ou 21h já não se pode buzinar. Aqui buzina-se a qualquer hora do dia, seja oito da manhã ou dez da noite, é uma alegria. Uma noite acordei de madrugada com alguém a buzinar furiosamente do outro lado da rua. Não há sossego.


- Muitos museus têm suggested admission, ou seja, cada pessoa tem a liberdade para pagar o que pode. Há uns que o aceitam sempre e outros só o aceitam a determinados dias da semana. É uma forma muito interessante de ter a cultura acessível para toda a gente. Talvez se devesse pensar fazer o mesmo em Portugal.


- A Time Out é gratuita todas as quartas-feiras!


- O tempo é terrível! Extremamente húmido e algo bipolar. Ora está sol e calor, ora fica frio e começa a chover durante horas. Ainda por cima nos meses, supostamente, mais quentes é quando chove mais! Nesta semana as manhãs foram sempre frescas e chuvosas e as tardes quentes e cheias de sol. Uma pessoa nunca sabe com o que pode contar. Meu querido clima de Lisboa...


- As estações de metro têm quase todas um ar um bocado assustador, tudo muito velho e decrépito, mas são muito seguras. Passei por várias e nunca me senti insegura. Nos comboios a maior parte das pessoas vai a mexer nos iphones, ipads e computadores portáteis e nenhuma delas me pareceu receosa por estar a expor assim as suas coisas. 


- Apesar deste clima de segurança generalizado ouvem-se constantemente, tanto no interior dos comboios como nas estações, mensagens da polícia de Nova Iorque a pedir às pessoas para terem sempre os pertences debaixo de olho e se virem alguma coisa suspeita para o comunicarem imediatamente à polícia ou aos funcionários do metro. As mensagens terminam sempre com um "Stay aware and have a safe day!" =)


- Há roulottes de comida espalhadas por toda a cidade. Não há esquina em que não haja alguém a vender qualquer coisa. E não são apenas pizzas e coisas cheias de molhos e gordura. Sim, há muitas dessas, mas também há imensas roulottes que vendem fruta, sopas e sumos naturais feitos na hora. E o mesmo se passa com os tradicionais restaurantes. Há muita porcaria mas também há muita coisa saudável. É 50/50. Em Nova Iorque só come mal quem quer e nós conseguimos nunca fazer refeições em cadeias de fast-food! A nossa alimentação fez-se à base de fruta, saladas, carnes brancas, sopas. Fomos imensas vezes ao Pret a Manger, um restaurante só com comida biológica e feita na hora. Tem sopas, sandes/wraps, saladas e bolachas maravilhosas e sente-se mesmo que é tudo fresco e não é nada processado. Todas as noites o staff do restaurante distribui a comida que sobrou pelos sem-abrigo e pela sopa dos pobres lá do sítio, em vez de a congelar e servir no dia seguinte aos clientes. Precisamos urgentemente de um restaurante destes em Lisboa!!! Fomos também a dois restaurantes italianos, um restaurante de marisco, o Luke's Lobster, onde comemos uma deliciosa sandes de lagosta e a uma das roulottes mais conhecidas da cidade, a The Halal Guys, que serve uma mistura de carne de frango e de cordeiro com arroz, salada e pão pita.

10550844_10206550467858973_6542617974003736762_n.j

 

A sandes de lagosta!

11351117_10206549127145456_3381055258211549599_n (

 

11392927_10206532720095290_2899118296770415274_n (

 

O meu primeiro almoço em Nova Iorque... às 10h30 da manhã, 15h30 em Portugal, foi na Academia Barilla. A salada é de massa, manjericão e tomate cherry e a sandes de frango grelhado, espinafres, tomate e queijo.

 

20150603_102440.jpg

 

 A filosofia do Pret A Manger.

 

 

- As coisas são todas mais caras que em Portugal. A roupa é muito mais cara e a comida é um bocadinho mais cara, tipo 3€ ou 4€ a mais. Isto nos supermercados. Nos restaurantes é como cá: há coisas muito acessíveis e outras caríssimas.


- Aos fins-de-semana a cidade, apesar de continuar cheia de gente, abranda o ritmo. As pessoas passeiam em vez de correrem a cidade.


- Por último, percebi também que, apesar de termos conseguido ver tudo o que estava na nossa lista, todas as highlights, uma semana não me foi suficiente. Se pudesse voltava já hoje mas, desta vez, por mais tempo e para poder viver a cidade como um local e não como turista.

 

11390379_10206572470689030_430168019801513759_n (1

 

 

 

Até breve.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:45


10 comentários

Imagem de perfil

De Maria Araújo a 10.06.2015 às 15:03


De acordo com quase tudo, apesar de ter estado apenas 2 dias em NY, mas o que me fez comentar este post foi isto, que, sem dúvida alguma, seria muito bom...há tanta gente a passar fome:
" Todas as noites o staff do restaurante distribui a comida que sobrou pelos sem-abrigo e pela sopa dos pobres lá do sítio".
Imagem de perfil

De Só entre nós - she a 11.06.2015 às 08:23

Concordo com quase tudo, mas a roupa achei muito mais barata do que cá, sobretudo as marcas tradicionais americanas!
Sem imagem de perfil

De Mafalda M. a 11.06.2015 às 09:24

O meu sonho é ir a Nova York, ainda não desisti de lá ir. Tenho família que mora a 3 horas dessa cidade. E também para além de ir lá, gostava de andar na roda gigante da loja Toys R' Us (sim, sou muito crescidinha para tal, mas quando vi as imagens AMEI)
Sem imagem de perfil

De Catarina Costa a 11.06.2015 às 12:00

Factos bastante interessantes e curiosos. Adorei! (:
Imagem de perfil

De Anti-Social a 11.06.2015 às 12:26

Gostei de ler as tuas impressões. Em Setembro será a minha vez de visitar a Big Apple. Can't wait! :)
Imagem de perfil

De Marisa Furtado a 11.06.2015 às 12:30

Vais adorar certamente. Aquilo que senti assim que lá cheguei e experienciei a cidade pela primeira vez foi que aquilo é, de facto, outro mundo. Não há nada que se assemelhe em qualquer outro lugar. É a viagem de uma vida. Amei!
Imagem de perfil

De Manual da Moda a 11.06.2015 às 14:14

Gostei, particularmente, deste post sobre a tua viagem, porque mostra o que as fotografias não captam. Para mim, viajar não é só paisagem é, realmente, observar e aprender. Aprender sobre outra cultura, costumes e pessoas. Aposto que voltaste com menos dinheiro na conta bancária, mas mais rica em conhecimento! Obrigada por partilhares! Beijinho!


http://manual-da-moda.blogs.sapo.pt/
Imagem de perfil

De Só entre nós a 11.06.2015 às 15:14

Vejo que a minha querida mulher já comentou, mas não posso deixar de o fazer também. Achou a roupa mais cara? Achei exatamente o contrário das vezes que lá estive. Até se costuma dizer que uma mala deve ir vazia para poder trazê-la cheia de roupa. A meu ver, tudo é mais barato. E nem há comparação possível quando são marcas americanas...
Quanto ao resto, de acordo com tudo. Nova Iorque é daqueles sítios onde podia voltar todos os anos que nunca me cansaria.
Imagem de perfil

De Marisa Furtado a 11.06.2015 às 15:27

Antes de ir também pensava que ia ter de comprar uma mala de mão para a encher com o que ia comprar lá. Na verdade não despendi muito tempo para andar em lojas. Apesar de gostar muito de andar às compras, em viagem é a última coisa que me apetece. Das poucas lojas onde fui as que achei realmente mais baratas foram a Adidas e a Nike, de onde trouxemos 2 pares de ténis. Os Stan Smith, por exemplo, ficaram-me 30€ mais baratos que cá. Tudo o resto achei um exagero. Na Urban Outfitters as peças mais baratas (vestidos de praia, tops e t-shirts) rondam os 70 dolares; comprei uma camisa branca na Zara, que estava mesmo a precisar, que me custou 45€. Cá a mesma camisa custa 29.99€. E na Fred Perry os preços são os mesmos que cá.
Imagem de perfil

De Happy & Healthy a 26.06.2015 às 18:03

Infelizmente ainda não conheço, mas está definitivamente nos meus planos. Espero conseguir lá ir brevemente! :D

http://happyandhealthy.blogs.sapo.pt/

Comentar post



talk to me!

theallengirlblog@gmail.com

Mais sobre mim

foto do autor


passaram por cá



no tumblr

Allen girl

no polyvore

my Polyvore

no pintarest

Pinterest

Follow



Comentários recentes

  • Carla Marques

    E os comentários dos defensores do piropo no Faceb...

  • isabel

    Quem consegue sair de casa e deixar para trás um r...

  • Marisa Furtado

    Não! Apeteceu-me apenas mudar-lhe o nome e o visua...

  • Pedro

    Por momentos pensei que o blog estaria de saída do...

  • Restaurante A Mexicana

    Sr. Miguel Diniz, obrigado pelo elogio!Quanto ao p...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog