Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Get away | Marmòris Hotel & Spa

por Marisa Furtado, em 04.03.14

Voltei, voltei de lá. Ainda ontem estava de papo para o ar na piscina aquecida e agora já estou cá!

 

Pois que se esteve muito agradável em Vila Viçosa em geral e neste hotel em particular. Na verdade explorámos pouco a região e dedicámo-nos mais ao hotel. Não só porque o tempo não ajudou - choveu o fim-de-semana inteirinho! - mas porque somos pessoas cansadas e com corpinhos a precisar do mimo que só um spa consegue dar. Ainda assim, conseguimos levantar o rabo do conforto do hotel e visitar a coqueluche da região: o Paço Ducal.

 

 

 

 

 

 

Apesar do frio insuportável que estava lá dentro - é tudo à base do azulejo e mármore - valeu bastante a pena. O palácio é lindíssimo, especialmente a zona dos quartos e da cozinha, e a visita guiada é muito interessante. Sabiam que os reis e rainhas da época não dormiam deitados porque associavam essa posição à morte? É verdade! Dormiam recostados, como nós nos dias de hoje quando estamos na cama todos tortos a ver tv. Por isso é que as camas eram tão curtinhas, que aquilo era tudo gente pequena e que, claramente, não prezava o conforto de uma boa noite de sono. Já eu e o meu homem somos pessoas que apreciamos o conforto de um bom hotel - haja tempo e dinheiro - e foi por isso que ficámos bastante agradados com a escolha do Marmòris Hotel & Spa. A expectativa era grande pelas imagens que fomos vendo na net e pelos comentários para cima de espectaculares no Booking.

 

Assim que chegámos ao lounge ofereceram-nos um licor de medronho que me soube a pato. Não sou grande apreciadora de bebidas alcoolicas - não suporto o cheiro a vinho e nem me falem em cerveja... - mas aquele era muito agradável: muito doce e nada alcoolico.

 

 

 

 

 

 




 

Fiquei encantada com esta lareira!

 

 





Vila Viçosa é conhecida como Capital do Mármore e, por isso, toda a decoração do hotel é à base dessa rocha. É bastante original, afinal não é todos os dias que vemos um hotel todo banhado a mármore, e confere uma elegância invrível ao espaço.

 

 

 

 

Depois de aconchegarmos o estômago com o licor fomos conhecer o quarto, onde nos esperava um simpático pratinho com fruta. 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

Achei-o muito acolhedor e sóbrio, e adorei a decoração clean com apenas alguns apontamentos de cor nas almofadas. Sou fã deste white on white. O chão do quarto parece soalho flutuante mas não é, é alcatifa a imitar farripas de madeira. O da casa de banho é, pasme-se, em mármore.

 

Fiquei igualmente rendida aos produtos de banho que o hotel disponibliza aos hóspedes. São da Castelbel, uma marca portuense que se dedica à produção de produtos de luxo para a casa e corpo. Gostei especialmente do gel de banho e do creme hidratante para o corpo. Deixam a pele super aveludada e cheirosa e o hidratante é absorvido em menos de nada! Não tem nada a ver com as marcas de supermercado - Niveas e afins - que demoram uma eternidade para se entranharem na pele. Trouxe as amostras comigo mas vou já tratar de saber como posso ter exemplares em tamanho normal cá em casa.

 

 

 

 

 

 

 

 

Depois da visita ao Paço Ducal fomos experimentar o spa. Com o frio que estava só desejava enfiar-me numa piscina quentinha, e por quentinha entenda-se qualquer coisa acima dos 30 graus, qual caldinho. Para meu gáudio foi isso mesmo que encontrámos: duas piscinas de hidromassagem com temperaturas entre os 34 e 37 graus e uma interior para andar a chapinhar alegremente. 

 

 

 





Acesso ao spa

 

 

 

 




Uma das piscinas de hidromassagem

 







No verão aquela cúpula abre-se a transforma o outro lado numa piscina exterior. Com este frio insuportável mantêm aquilo fechado para as pessoas poderem circular na mesma lá dentro. Como é fechado faz um efeito estufa muito agradával mas para quem é muito encalorado ou é dado a afrontamentos é capaz de ser excessivo.

 

 


Resta-me apenas falar de uma coisa: o pequeno-almoço. Não é só a refeição mais importante do dia é também, como toda a gente sabe, o melhor dos hotéis. Um bom hotel tem de oferecer um bom pequeno-almoço e e
ste é assim qualquer coisa de espectacular! As fotografias que aqui deixo não lhe fazem jus porque optei por fotografar apenas aquilo que trouxemos para a nossa mesa, para não estar a incomodar as pessoas que se estavam a servir. Tínhamos à nossa disposição sumos de laranja e de manga naturais, cereais, iogurtes, vários tipos de pão e bolos, leite, uma grande variedade de chás Tetley, fruta com fartura, doces Casa Mateus e caseiros - a marmelada deles é orgásmica! -, quem gosta de comida salgada logo de manhã também não fica nada mal servido. Pode escolher entre ovos mexidos, ovos estrelados, omeletes, cogumelos, queijos vários, presunto e mais uns quantos que agora não me recordo. 


 



 

Mesa de queijos

 




 



 

Aquele donut do lado esquerdo é delicioso e é caseiro! Até veio quentinho para a mesa


 

 



 

Parece uma omelete mas é uma panqueca. Acho que nem dormi direito na primeira noite só de saber que ia comer panquecas na manhã seguinte

 

 

 



 

Yeah, I know!

 

 

O balanço da estadia é bastante positivo, o hotel é muito confortável e não achei a estadia cara para um 5 estrelas. Só me desagradaram duas coisas: a televisão dos quartos está enfiada no espelho, o que até pode ser uma ideia muito original mas muito pouco prática. Se durante o dia a claridade do exterior faz reflexo no ecran, à noite são as luzes do quarto que não nos deixam ver tv como deve ser. O meu homem também se queixou do volume ser limitado - em vez de ir até ao 30 só chegava ao 15 - o que, para ser sincera, não me chateou nada. Detesto ter televisões aos gritos e na altura em que ele estava a ver o Benfica eu estava ao lado a dormir a sesta, por isso até foi agradável ouvir o relato bem lá ao fundo. Acho que até serviu de embalo e tudo. A outra coisa que me fez torcer o nariz foi a fila para o pequeno-almoço no primeiro dia... Acorda uma pessoa em ânsias para ir comer panquecas e depois esbarra com uma fila de cinco pessoas para a sala de refeições. Agora mais a sério, acho vergonhoso isto acontecer num hotel de 5 estrelas. Se têm 40 quartos seria inteligente terem mais de 15 mesas para sentarem os hóspedes. De qualquer forma, foi um fim-de-semana muito agradável e será, certamente, um local a visitar novamente. Ficaram muitas coisas por ver - o museu da caça, o museu do mármore, as pedreiras, o castelo - e o hotel merece nova visita. Recomendo.

 


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:16



talk to me!

theallengirlblog@gmail.com

Mais sobre mim

foto do autor


passaram por cá



no tumblr

Allen girl

no polyvore

my Polyvore

no pintarest

Pinterest

Follow



Comentários recentes

  • Carla Marques

    E os comentários dos defensores do piropo no Faceb...

  • isabel

    Quem consegue sair de casa e deixar para trás um r...

  • Marisa Furtado

    Não! Apeteceu-me apenas mudar-lhe o nome e o visua...

  • Pedro

    Por momentos pensei que o blog estaria de saída do...

  • Restaurante A Mexicana

    Sr. Miguel Diniz, obrigado pelo elogio!Quanto ao p...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog