Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Das 'role models'

por Marisa Furtado, em 15.10.14

Ontem ao longo do dia fui acompanhando, com alguma perplexidade, a grande polémica em torno do corpo da Jessica Athayde. Acho que já se disse tudo o que havia para dizer e, por isso, não vou estar aqui a dissertar sobre o óbvio: ela é lindíssima, tem um corpo fantástico e, pelo que consigo perceber através do blog e do Instagram, é uma miúda muito simples e divertida. Mais lovable que isto é impossível. Vou, porém, debruçar-me sobre um comentário deixado no blog dela e com o qual não podia estar mais em desacordo. Dizia uma mente iluminada que ela não só não tinha razões para estar tão melindrada com o comentário que lhe tinham feito como tinha de pôr as mãozinhas na consciência e reflectir sobre as figurinhas que andava a fazer nas capas das revistas masculinas. Segundo esta pessoa a própria Jessica Athayde, por aceitar posar para as ditas publicações, está a contribuir para a baixa auto-estima e para a objectivação das mulheres que, aparentemente, olham para aquelas imagens e vão a correr para casa cortar os pulsos. O que se está a querer fazer da Jessica, e das muitas outras mulheres que aceitam posar para revistas ou desfilar em biquíni, é o mesmo que se faz lá nas Américas com os pop idols: transformar uma pessoa que chega às massas num role model, um exemplo a seguir. Porque é que se exige isto de actrizes, cantoras, modelos e até bloggers é uma coisa que eu nunca consegui perceber muito bem. Estas pessoas são como nós, simplesmente têm um trabalho que lhes dá visibilidade mas isso não significa que tenham de ser cidadãos exemplares e modelos a seguir. Se forem tanto melhor, pronto, mas isso não pode ser algo que se lhes possa ser exigido logo à partida, do género: "Ou personalizas já uma embaixadora da boa vontade ou então escusas de cá vir fazer o casting." Não faz sentido. Porque é que uma actriz tem de ter um comportamento exemplar, um corpo exemplar, um estilo de vida exemplar... porquê? Porque é que estas pessoas, que só estão a fazer o trabalho delas, como todos nós, têm de carregar às costas este estigma? A Jessica Athayde posou para revistas masculinas porque a convidaram e lhe pagaram, faz parte do trabalho. O que não faz parte do trabalho é ela ter de andar sempre tapadinha e não participar em certos projectos para as restantes mulheres não ficarem ofendidas, para não a acusarem de vender uma imagem distorcida da "mulher real" - esta é outra coisa que ainda estou a tentar perceber. Afinal o que é a mulher real? É a modelo que desfilou depois dela? É a blogger que estava sentada na primeira fila? É a senhora gordinha que vi ontem à noite no Mc Donald's a lambuzar-se com um sunday de caramelo? Não sei. -, para não chocar as adolescentes que pensam que se não formos todas assim não valemos um chavelho. Não!! O objectivo não é esse. Tal como a parva da Miley Cyrus deve poder mostrar a língua e abanar o rabo sempre que lhe apetece também a Jessica Athayde pode fazer o trabalho dela e pavonear-se de biquíni onde lhe apetecer sem ter em cima dos ombros a responsabilidade de passar uma imagem que seja consensual e que não ofenda nem chateie ninguém porque, guess what?, isso é impossível!!! Estas pessoas não são obrigadas a ter essa responsabilidade social, não são obrigadas a educar o povinho, não têm de deixar de fazer o que lhe apetece - deitar a língua de fora, desfilar na Moda Lisboa mesmo não sendo modelos, posar para a Playboy - porque há milhares de adolescentes/mulheres inseguras a ver o que elas fazem e podem ficar baralhadas e maluquinhas para o resto da vida. Essa orientação não pode nem deve vir das celebridades, p'lamor de Deus! Isso é quase tão mau como dizer que os professores também têm de educar os alunos. Não, não têm. Têm, sim, de os instruir, de pôr aquelas cabecinhas a trabalhar e a pensar por elas próprias. A educação, essa, se não vier de casa também não é nas escolas que a vão encontrar. Nem na capa de uma revista.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:14



talk to me!

theallengirlblog@gmail.com

Mais sobre mim

foto do autor


passaram por cá



no tumblr

Allen girl

no polyvore

my Polyvore

no pintarest

Pinterest

Follow



Comentários recentes

  • Carla Marques

    E os comentários dos defensores do piropo no Faceb...

  • isabel

    Quem consegue sair de casa e deixar para trás um r...

  • Marisa Furtado

    Não! Apeteceu-me apenas mudar-lhe o nome e o visua...

  • Pedro

    Por momentos pensei que o blog estaria de saída do...

  • Restaurante A Mexicana

    Sr. Miguel Diniz, obrigado pelo elogio!Quanto ao p...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog